Sábado, 30 de Setembro de 2006

...

 

 
 
 
 
 
O CANto dos cONtOs
 
 
 

Os Três Porquinhos

“O Canto dos Contos" é um espaço destinado a cantar os malvados das histórias clássicas e outras, das fadas, gigantes ou bruxas, reis e rainhas, príncipes e princesas, monstros, anões, duendes e bichos, pelo simbolismo de tanta fantasia.
 
Acredito que "O Canto dos Contos" seja obra de uma fada.
Esperança
Três porquinhos
Três irmãos
Filhos da porca mãe
Decidem viver na floresta
E diz-se, decidem bem!
Com palha o preguiçoso
Sua casinha construiu
E seu irmão do meio
De perto o seguiu
Sua casa de madeira construiu
Não tardou que os vissem
Tocando flauta, violino e brincando
Mas o mais velho, sensato
Sua casa com pedra e tijolos fez
P’ra se defender do lobo
E foi nesta que o lobo afrontou os três
Entrou pela chaminé
Mas antes de chegar ao chão
Caiu direitinho no caldeirão
 
Quem tem medo do lobo mau, do lobo mau!?
 
“Dou-lhe um soco no nariz
Eu dou-lhe um bofetão
Eu dou-lhe um pontapé”
Cozo-o no caldeirão!
O princípio do prazer versus o princípio da realidade
Laranjas de Marca:
publicado por raparigadaslaranjas às 13:28
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
|
Sexta-feira, 22 de Setembro de 2006

Fui ao Pico em Cata de Laranjas (cont.)

 
 
 
 
 
 
CANtar   o   mundo
 
 
 
 

" Eu sou um lápis

Pronto para Escrever

a Minha Vida"

Livro Recomendado

Livro Recomendado...

 

“ Lá em cima, deste lado da montanha vive toda a aldeia e aqui em baixo vive só a Rapariga”. Sam Swope convidou-a, como fizera a todas as crianças de quem cuidava, a perfilhar uma árvore, a observá-la e a escrever um poema sobre ela. “Eram poemas apenas num sentido mais lato, a forma mais livre de verso, a maior parte das vezes não estruturado e sem rima…”

 

 

E a Rapariga escreveu sobre a sua árvore isto:

 

 

A Minha árvore é BELA.

Vive Só

É uma árvore ainda jovem

Dali, onde vive, vê a sua velha mãe

As árvores têm mães biológicas e mães adoptivas

Eu sou a mãe adoptiva da minha árvore

Ela é muito verde, porque o Sol a cuida, também

Todos os dias deixa cair folhas

Penso que lhe doa perder folhas

Perder dói!

É uma árvore muito feminina, a minha árvore

Os seus troncos são delicados e o seu formato esguio

Tudo nela é delicado e doce

A cada instante olha o mar

O mar por onde ela sabe que vou, mas por onde também sabe que volto

Vou chamar à minha árvore de Helena!

As Helenas são femininas e belas como ela

Tenho saudades dela!

A árvore chamada Helena

Eis a árvore Helena!

 

Laranjas de Marca:
publicado por raparigadaslaranjas às 21:06
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Domingo, 10 de Setembro de 2006

Fui Ao Pico em Cata de Laranjas

 

 
 
 
 
 
CANtar   o   mundo
 
 
 

 

Fui ao Pico em Cata de Laranjas
 
 
Vim em cata de laranjas
Não as precisei procurar
 
Laranja da China
Ameixa “picarota”, uvas, ovos e pão
Tenho de graça
Que esta gente boa me dá!
 
Nos trilhos por onde andei
Vi marcas de laranjas nas pedras
Sumo no feno
Chão dourado!
 
Feitas todas as caminhadas
Voltei aqui p’ra dentro!
 
Laranjas são amor entre estranhos!
A Caminho...
De passagem...
De Passagem...
A Chegada!
A Chegada!
O Sol das Boas-Vindas...
O Sol das Boas-Vindas!
A Luz que nos recebe...
A Luz que nos recebe...
"Laundry"...
"Laudry"!
Um Albergue!
Um Albergue!
O Conforto!
O Conforto!
Flores de Liz, Guardiãs de Roupa!
Flores de Liz, Guardiãs de Fatos!
Outro Albergue!
Outro Albergue!
Bendito, Bendito...
Bendito e Bendito,
Mil Vezes e Mais,
Oh! Senhor Jesus,
Bendito Sejais!
O Último Albergue!
O Último Albergue!
Olhem o estrado!
Olhem o Estrado!
A Porta p'rá Figueira!
Um Século de Uvas e Vinha!
Um Século de Uvas e Vinha!Um Século de Vinho!
Um Século de Vinho!
Gostos e Sabores...
Gostos e Sabores!
Aranhas e Balaio!
Aranhas e Balaio!
P'ró Peixe que Há-de Vir!
P'ró Peixe de cada Dia!
P'ró Caldo!
P'ró Caldo!
Um manjar de Frutas!
Um Manjar de Frutas!
O Asseio!
O Asseio!
Chave P'rá Fechadura!
Chave P'rá Fechadura!
"A la Botes!"
"A La Botes"!
Segurança Perfeita!
Segurança Perfeita!
A Adega da Avó!
A Adega da Avó!
A Mãe das Àrvores!
A Mãe das Àrvores!
Ao Caminho que se faz tarde!
Ao Caminho que se faz tarde!
Eis a Montanha!
Eis a Montanha!
Eis as Laranjas!!!
Eis as Laranjas!!!
Laranjas são amor entre estranhos!
Laranjas de Marca:
publicado por raparigadaslaranjas às 16:10
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
|

mais sobre mim

pesquisar

 

Janeiro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Últimas Laranjas

É Aqui Que Vivo Agora!

Mares!

Só se vê bem com o coraçã...

Laranjas podres

NATAL!

Ofertas de Natal

Melhores pensadores e Mel...

Silêncios!

Mudo Silêncio

Hoje

Cesto das Laranjas

Janeiro 2009

Julho 2008

Abril 2008

Dezembro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Laranjas de Marca

cantar o mundo(27)

canto da natureza(4)

canto das letras(7)

canto das palavras(5)

canto dos contos(5)

contar o mundo(44)

letras e palavras(1)

rota das laranjas(10)

todas as tags

blogs SAPO

O Logótipo

Rapariga das Laranjas
2006 - Código

O Canto dos Blogs

An'arka

Azoriana Blog
Azoriana Blog


IDEIAS E IDEAIS
Ideias e Ideais


Ailaife Blog

Bioterra

Colcha de Retalhos

O Canto dos Prémios




Prémio - Blog «Ideias e Ideais» aprova e recomenda este blog

O Contador

MÚSICA

A Rota das Laranjas

subscrever feeds